- Nenhum comentário

Governo veta suspensão da prova de vida

 


O governo federal determinou medidas alternativas para o retorno da prova de vida. Para não perder a grana do INSS, quase 33 milhões de segurados precisam comprovar, todo ano, que estão vivos.


O procedimento estava suspenso desde março do ano passado. Isto para não expor o segurado ao risco do contágio por covid-19. Mas a prova de vida voltou a ser exigida em junho deste ano.


De acordo com o texto publicado no diário oficial da união, os bancos deverão a partir de agora adotar sistemas de biometria e terão de dar preferência máxima de atendimento para os beneficiários com mais de 80 anos de idade ou com dificuldades de locomoção.


A prova de vida pode ser realizada por representante legal ou por procurador do beneficiário, mas ele deve ser legalmente cadastrado no INSS.


Em julho, o governo publicou uma portaria com o escalonamento que prorrogava o calendário de prova de vida até agosto de 2022. Os prazos para 2021 seguem os mesmos, mas o segurado deve ficar de olho no calendário.


Neste mês, por exemplo, vence o prazo para beneficiário que deveria ter feito o procedimento em setembro e outubro de 2020. Quem perdeu a prova de vida pode ter o benefício suspenso. Se você não se recorda de ter feito a prova de vida.



FONTE: BR MAIS NEWS.

0 comentários:

Postar um comentário