- Nenhum comentário

ANA divulga relatório que cita barragem de Jucazinho com risco de rompimento.




A Agência Nacional de Águas (ANA) fez a divulgação de um relatório que mostra a situação precária de barragens espalhadas em todo o país, que apresentam risco de rompimento. 

Ao todo, são 45 que apresentam problemas estruturais (grande parte delas no Nordeste), sendo que mais da metade delas, 25, estão sob responsabilidade do Poder Público.
Uma dessas barragens que está em situação de risco, de acordo com o relatório que trouxe dados coletados ainda em 2017, é a barragem de Jucazinho.

Ela apresenta, de acordo com o relatório, problemas como rachaduras em suas paredes, infiltrações, buracos, vertedores quebrados (que medem a vazão da água) e falta de documentação que comprove a sua segurança.

Outro ponto apresentado no relatório é que, para que a barragem volte a apresentar condições de segurança, seriam necessários R$ 40 milhões em investimentos.

Parte dos recursos deveriam sair do Governo Federal (através do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas – DNOCS) e também do Governo do Estado, mas até agora nenhum investimento neste sentido foi anunciado nas duas esferas.

Atualmente, Jucazinho conta com apenas 4% de sua capacidade máxima de armazenamento, que é de 327 milhões de metros cúbicos.

Em colapso desde 2016, já chegou a abastecer os municípios de Santa Cruz do Capibaribe, Riacho das Almas, Cumaru, Passira, Salgadinho, Casinhas, Surubim, Vertentes, Vertente do Lério, Santa Maria do Cambucá, Frei Miguelinho, Toritama, Caruaru, Bezerros e Gravatá.


FONTE: BLOG DO NEY LIMA.

0 comentários:

Postar um comentário